Pele, sol e Vitamina D – MATRIZ Farmácia de Manipulação

Pele, sol e Vitamina D

Pele, sol e Vitamina D

A vitamina D tem, na verdade, uma estrutura mais parecida com um hormônio do que com uma vitamina. Sua importância é menosprezada por aqueles que cuidam da nossa saúde. Até pouco tempo atrás, a vitamina D estava ligada apenas ao raquitismo e aos problemas ósseos, mas hoje, se entende que a deficiência da vitamina D está ligada a diversos males, desde a depressão, passando pela resistência à insulina, esclerose múltipla, chegando até ao câncer de próstata, entre outros.
A deficiência de vitamina D é considerada um problema de saúde mundial. A principal fonte de vitamina D é a síntese biológica a partir da luz solar. Os raios UVB, em contato com a molécula chamada 7–DHC (derivada do colesterol) presente na pele, dá origem à vitamina D. A absorção de vitamina D dos alimentos é insignificante perto da capacidade de formação a partir da exposição solar. Portanto, não podemos deixar de pegar sol. E, surpresa…ela é sintetizada naquele horário que, a principio, devemos evitar (10h-14h). E mais… quando usamos filtro solar, não sintetizamos vitamina D! Pois é… e agora? Ideal, pelo menos três vezes por semana, exposição ao sol neste horário, sem filtro solar por 15 minutos. Se você pretende ticar mais do que este período, aplique em seguida o filtro solar. Cada 15 minutos de sol nestas condições são capazes de sintetizar 10 000 UI (Unidades Internacionais), 10 vezes a quantidade recomendada atualmente. A recomendação tem variado. À medida que tem se descoberto a ligação da deficiência desta vitamina com outras condições, este número vem aumentando. Outra saída, é a suplementação em cápsulas diária ou semanal. Com o tempo que passamos dentro de casa ou escritório, shopping ou sala de aula, podemos recorrer a este recurso. Mas então porque você nunca ouviu falar na relevância da vitamina D e a sua importância no nosso equilíbrio fisiológico? Bingo! Não dá dinheiro indicar que você pegue sol, sem filtro solar por 15 minutos diários. Você não gasta nada, pois seu corpo sintetiza e regula a quantidade de vitamina D e você ainda pode deixar de tomar outros medicamentos. Viva a vitamina D!
Marília Garcez Corrêa da Silva, Farmacêutica, Doutora em Ciências da Saúde.

×