Dúvidas Frequentes

1) Qual é a diferença entre medicamentos manipulados e medicamentos industrializados?
O medicamento magistral ou o feito por meio de manipulação atende a uma prescrição médica específica para cada paciente. Ou seja, o médico personaliza o medicamento indicando a dosagem e a quantidade exata necessária para o sucesso do tratamento de seu paciente, também evitando sobras de medicamentos. Por outro lado, os medicamentos industrializados são produzidos nas indústrias em grande escala, levando em consideração a sua dosagem ou concentração padrão, de modo a serem utilizados por um grande número de pacientes.
2) Os medicamentos manipulados são mais baratos que os industrializados?
Os dos medicamentos manipulados podem ser até 30% mais baratos que os medicamentos industrializados, pois na manipulação não há sobras, tendo em vista que o medicamento é prescrito na quantidade e, também, na dosagem exatas para a necessidade do paciente. Por isso, o paciente paga somente pelo que vai utilizar. Desta forma, vale a pena perguntar ao seu médico se o medicamento pode ser manipulado.
3) Quais são as vantagens dos medicamentos manipulados sobre os industrializados?
São várias:
Primeiramente, a garantia de qualidade: As Farmácias de Manipulação seguem todas as normas determinadas pelo Ministério da Saúde. Para que uma farmácia de manipulação funcione legalmente, o estabelecimento precisa cumprir pelo menos 200 exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e, por fim, do órgão de fiscalização do município onde está instalado (Conselho Regional de Farmácia). A qualidade das matérias-primas e o processo de manipulação são rigorosamente fiscalizados pela ANVISA.

Medicamento personalizado: somente na farmácia de manipulação é possível que o médico prescreva o medicamento com doses diferenciadas, que atendam então às necessidades específicas de cada paciente.

Facilidade de relacionamento: Na Matriz Farmácia de Manipulação, as Farmacêuticas estão sempre disponíveis para atender o seu prescritor para qualquer adequação da fórmula do medicamento, garantindo assim o sucesso de seu tratamento.

Possibilidade de Formas Farmacêuticas diferenciadas Medicamentos que já estão fora do mercado: Para alguns tratamentos, o medicamento necessário pode não existir mais no mercado de remédios industrializados. Neste caso a farmácia de manipulação, muitas vezes, poderá ter disponível e atender à prescrição manipulando o medicamento.

Economia: O medicamento manipulado é prescrito pelo profissional de saúde na quantidade e dosagem exatas para o seu tratamento. Não há sobras, por isso, você paga somente pelo que vai utilizar.

Facilidade no tratamento e associações de medicamentos: Existem doenças que precisam ser tratadas com vários medicamentos ao mesmo tempo. Assim, para facilitar a aderência do paciente ao tratamento, o médico pode prescrever apenas um único medicamento para ser manipulado, que possua associação de todas as matérias primas necessárias para o tratamento.
4) Que tipo de matéria-prima é utilizada pelas farmácias de manipulação?
As Matérias primas utilizadas pelas Farmácias de Manipulação são exatamente as mesmas matérias-primas utilizadas na produção dos remédios industrializados e são produzidas de acordo com metodologias oficiais e padrões oficialmente reconhecidos, sejam elas para utilização na indústria ou nas Farmácias de Manipulação.  A diferença está no fato de que o medicamento manipulado contém a dosagem e a quantidade especificadas pelo médico na receita. Já o remédio industrializado possui quantidade e dosagem pré-estabelecidas para a produção industrial em larga escala.
5) Como escolher sua Farmácia de Manipulação?
Dentre outras qualidades, sua Farmácia de Manipulação deve ser filiada à Anfarmag (Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais) e ao SINAMM (Sistema Nacional de Aperfeiçoamento e Monitoramento Magistral). Isso é uma garantia de que a farmácia tem seus laboratórios bem equipados, funcionários bem treinados e matéria-prima dentro dos padrões de qualidade exigidos por esses órgãos.
6) Farmácias de Manipulação só fazem medicamentos dermatológico e de emagrecimento?
As farmácias de manipulação estão preparadas para atender prescrições de todas as especialidades médicas, tais como: dermatologia, reumatologia, cardiologia, ortomolecular, medicina geral, esportiva, estética, nutracêutica, fitoterápica, homeopática, odontologia, veterinária, neurologia, psiquiatria, oftomologia, gastroenterologia etc., no entanto, algumas são especializadas em uma ou mais destas especialidades, de acordo com as demandas da região em que atuam.
7) As Farmácias de Manipulação podem produzir medicamentos homeopáticos, alopáticos e fitoterápicos?
Sim, dentre todas as especialidades médicas, desde que possuam os equipamentos adequados e a autorização da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para a manipulação destes medicamentos.
8) As Farmácias de Manipulação podem produzir antibióticos e hormônios?
Há exigencias especificas em termos de salas dedicadas e com diferencial de pressão, que são validadas pela Anvisa para que a farmácia possa produzir estes medicamentos. Verifique se sua Farmácia de confiança possui estas licenças.
9) Há exigências especificas para manipulaçao de outros medicamentos nas Farmácias de Manipulação?
Sim, para os citostáticos são as mesmas exigências que as de hormônios e antibióticos. As exigências específicas para manipulação são seguidas rigorosamente pelas Farmácias que produzem estes medicamentos. 
10) Quais são as recomendações em relação ao uso de medicamentos manipulados?
Recomenda-se obedecer sempre às recomendações da prescrição médica em relação a quantidade, horário, duração do tratamento etc. Não use medicamentos vencidos, nem repasse seus medicamentos para outra pessoa, lembrando que os medicamentos manipulados são personalizados.
11) Pode-se repetir o uso do medicamento manipulado sem nova receita médica?
É necessário, para o uso de qualquer fórmula com substância controlada, consultar o médico antes de repetir o uso do medicamento, pois muitos produtos não devem ser administrados por períodos prolongados.  
×