Acne – Prevenção e combate – MATRIZ Farmácia de Manipulação

Acne – Prevenção e combate

Acne – Prevenção e combate

A acne vulgar é classificada como uma doença crônica, multifatorial e inflamatória da unidade polissebácea, observada em 35% a 90% dos adolescentes. Na maioria dos adolescentes masculinos, a acne desaparece depois dos 20 anos, enquanto que nas mulheres, esta infecção pode ocorrer ainda durante a vida adulta. Também existem casos em que o início da acne é tardio, após os 25 anos, comumente denominado acne da mulher adulta. O ciclo menstrual desencadeia alterações hormonais, favorecendo as lesões da acne. Nos adultos entre 24 a 34 anos, estima-se prevalência de 8%. Já entre a idade de 35 a 44 anos, essa contagem diminui para 3%. Em função dessa estatística, a acne é a principal queixa dermatológica nos consultórios médicos.
A acne é um processo inflamatório que comumente envolve um agente infeccioso. Já que a produção dos mediadores inflamatórios estão aumentados na acne, para o controle dessa afecção, é extremamente importante a utilização de antioxidantes tópicos e orais, que além de diminuir a inflamação, prevenem e diminuem a hiperpigmentação pós-inflamatória, muito comum na acne. É essencial, também o uso de ativos que controlam a proliferação bacteriana e a produção do sebo.
3 PASSOS PARA A PREVENÇÃO E COMBATE DA ACNE
HIGIENE
• Lavar o rosto diariamente; pelo menos duas vezes por dia;
• Hidratar após cada lavagem; escolha um hidratante ideal para seu tipo de pele;
• Esfoliar a pele uma vez por semana; ajuda a remover a pele morta e os poros obstruídos;
• Não dormir com maquiagem, pois ela pode obstruir os poros;
• Evitar tocar o rosto com as mãos, pois elas são um campo de procriação de bactérias;
• Cuidados com o cabelo oleoso ajuda a manter a pele do rosto próximo ao couro cabeludo mais saudável.

ALIMENTAÇÃO E EXERCÍCIO FÍSICO
• Beber água o suficiente para manter a hidratação, pois ela ajuda a limpar as toxinas do corpo;
• Comer de forma saudável;
• Evitar bebidas e cigarro em excesso, pois estes estimulantes não fazem bem à pele.
• Exercitar-se ajuda a reduzir o estresse;
• Dormir o suficiente.

Consulte seu médico! Saiba mais, converse com nossas farmacêuticas!

Fonte: Revista Galena Notícias – Ano XXV/Edição 168Acne

×